Um domingo de Shopping Center

Quem mora fora de Florianópolis não deve entender como alguém que mora nesta bela cidade pode ficar sem ir à praia. Pois é, acontece. Antes de vir morar aqui eu tinha certeza de que iria muito à praia e hoje vou bem pouco.

E esse domingo então foi o que muita gente aqui de Santa Catarina gosta de dizer que é coisa de paulista: um dia de shopping. Tudo bem, o tempo estava feio. E o dia anterior já foi bem de natureza: passeamos pelo Horto Florestal do Córrego Grande.

Saímos cedo para almoçar e comprar fraldas. Nem levamos papinha para o Arthur. Ele iria comer o mesmo que a gente. E comeu bem. Comeu nhoque a bolognesa da minha parte e arroz com feijão e outras coisas que veio da porção da mãe.

Andando pelo Shopping o Arthur viu a Playland. Ele tentou de todas as maneiras que pôde tentar se expressar para dizer que queria ir ali. Mas antes passamos na frente do Cinemark e a Cleu comentou do cheiro que tem ali, que é sempre o mesmo. Não é bem um perfume, mas é um cheiro que parece ser de algo que eles passam no carpete. É um cheiro que faz lembrar o cinema, e me deu vontade de ir assistir um filme. Então pensamos, por que não? Ainda mais que estava em cartaz o Detona Ralph, filme que eu queria muito ver. A sessão iria começar logo em seguida então nem fomos no Playland senão seria difícil tirar o pequeno de lá.

Mãe e filho no cinema

O Arthur se comportou bem no filme. Na verdade, no início ele se irritou um pouco pois queria ficar andando pelo cinema. Depois sossegou e acabou dormindo.

Saindo do filme fomos então na loja de brinquedos, que para ele hoje em dia é um passeio a parte. Ele se diverte olhando as coisas, apertando os “try-me” e vendo os carrinhos e bichinhos de pelúcia. Lá comprei um brinquedo que há tempos venho namorando, o Mr. Potato Head. É um brinquedo antigo, mas muito elogiado por educadores, e o Arthur está bem nessa fase de se interessar pelas partes do corpo. Quando ele vem no meu colo ele fica apontando na minha cabeça para ouvir eu dizer olhos, orelhas, boca, etc.

Depois finalmente o levamos ao Playland. Ele gosta muito de ficar olhando um brinquedo cheio de luzes, com assentos que sobem ao alto, mas ainda é muito novo para isso. Por enquanto, pode apenas ficar nos carrinhos que ficam balançando. No Floripa Shopping tem um que dura bastante. Tanto que antes de acabar o Arthur já não quer mais. Ficou fazendo o sinal de “all done“.

Chegando em casa mostrei para ele o Mr. Potato Head. De cara ele não ligou. Puxou uma cadeirinha, sentou e queria assistir TV. Mas eu mostrei para ele que dava para tirar os olhos, a orelha, colocar de novo… aí ele ali ficou por um bom tempo.

Facebook Comments

Post Author: mario