Castigo – dói muito mas educa

Ontem deixei o Arthur de castigo. Duas vezes.

Deixa eu explicar melhor. Tínhamos um móvel na sala que tinha uma base móvel para a TV. Só que nao estava seguro a nova tv ali. Como estava sobre uma base que corria como uma gaveta, poderia a qualquer hora ir para trás ou para frente, e o Arthur estava quase alcançando ali.

Por cuidado, trocamos de móvel. Comprei um móvel novo, montei sozinho todinho (ok, essa detalhe nao agrega ao post), e então foi que o Arthur se interessou em mexer onde nunca tinha mexido. O móvel tem duas portas que se abrem com uma pequena maçaneta, que eu ingenuamente achei que quando ele pudesse abrir já estaria grande o suficiente para entender se podia ou não abrir.

Na primeira vez que ele viu, ele já conseguiu abrir. É muito interessante ver que ele não somente se interessa como de fato fica mais esperto praticando a abertura. Mas também tem que aprender limites por que ele mexe de um jeito que pode quebrar. Também dentro do móvel há coisas que ele não deve ficar pegando. E que difícil e dar uma bronca e ver ele dando uma risadinha. Geralmente ele responde uma bronca com um sorriso.

Mas hoje fiz a técnica que a diretora da escolinha Acalanto ensinou. Na hora que ele desobedeceu, eu avisei ele que não era para fazer aquilo de novo e assim que ele repetiu eu o coloquei de castigo em seu berço. Logo depois, tentei deixar claro porque ele tinha ficado de castigo. O engraçado é que ele ficou sentido comigo. Nao queria ficar perto de mim e foi para a Cleu ver se ia recebere alguma coisa boa.

E depois ainda deixei ele mais uma vez de castigo. E digo para vocês… Dói viu. E olha que eu até aguento um tempo ouvir ele chorando. Minha vontade é rir das coisas bonitinhas, mesmo errado. É estranho deixar ele de castigo para educar, e não por que realmente meincomodei. Aí entendo o porque hoje em dia tem tanta criança mimada.

Castigo
Castigo

Ontem na hora de escovar os dentes, deixei ele mesmo escovar um pouco, para que ele pudesse limpar os dentes de cima, já que ele mal deixa mexer ali. E hoje, claro, ao ver a escova já quis para ele. Ele não só queria ele mesmo escovar como toda hora queria que a escova fosse molhada no copinho com água.

E também hoje brincamos muito. Pedi para ele ir pegar a bola para brincarmos e ele pegou mesmo. Ele também tentou imitar o elefante e o urso que ele tem do Lego Duplo.

Outra coisa interessante é que hoje ele é bem mais apegado a mim do que antes. A mãe ainda é protagonista, mas tenho quase a mesma importância. E o interessante é perceber que a relação que ele tem comigo é diferente da que ele tem com a Cleu. Exemplo: na hora de dormir, se ele esta no colo da Cleu, fica jogando a chupeta no chão, colocando a chupeta na boca dela, puxando o cabelo dela… Só irritando. Comigo fica quietinho hehehe.

Facebook Comments

Post Author: mario