Viagem a Marechal Candido Rondon – PR

No último dia 12, o feriado “do dia das crianças” saímos de Florianópolis rumo a Marechal Candido Rondon no Paraná. Para quem não conhece, é uma cidade que fica no oeste do estado, sendo que o município fica a beira da represa da usina de Itaipu, ou seja, do lado do Paraguai. De Florianópolis são 940 km.

A Cleu tem parte da família morando lá, razão pela qual viajamos. Um casal de tios e dois primos. Gosto muito da cidade e da forma como somos recebidos. Sempre tem muita coisa para fazer.

Dessa vez, tinha o Arthur junto. E os pais e irmão da Cleu também viajaram do oeste catarinense para lá.

Ficamos alojados na casa da tia da Cleu, que fica em um sítio no interior do município, mas relativamente próximo ao centro. No sítio mora ainda um dos primos da Cleu que tem um filho de dois aos e meio e uma filha de 10.

Cachoeira da Onça – Marechal Candido Rondon – PR

Foi a primeira vez que vimos o Arthur interagindo com outra criança por tanto tempo, com oportunidade de ficar brincando junto. Na escolinha ele passa por isso todos os dias mas a gente nunca vê bem o que acontece.

O Arthur ainda é novinho. O interesse dele de “brincar junto” ainda é por períodos muito curtos. Ele brinca junto mais de correr atrás engatinhando. Com brinquedos até que ele se dá bem. Se por alguns momentos ele quer tomar o brinquedo da outra criança, em outros ele oferece.

Mas diferente mesmo para o Arthur foi a oportunidade de brincar com terra, de ver muito passarinho, e de comer muita comida diferente. Comeu até galinhada. Pelo que a gente mediu ele engordou meio quilo em Rondon, o que eu acredito que não seja ruim uma vez que ele é magro para a estatura que possui.

Lá também visitamos um novo casal de amigos, que possui um filho de 13 anos e um de dois anos e meio. Mais uma vez pudemos ver o Arthur brincar com outra criança, apesar da diferença de idade ainda ser grande no momento.

Para o Arthur, um dos pontos altos da viagem foi uma tarde que passamos na casa do primo da Cleu na cidade, onde ele brincou o dia todo na terra, grama e em um Fusca. No dia seguinte levamos ele em uma cachoeira, que ele adorou. Olhava e falava: “água, aga”. Queria o tempo todo molhar a mão no rio e não queria ir embora.

Ah, e não posso esquecer. Fomos em um baile pré-Oktoberfest do Rotary Club. Foram 20 litros de Chopp. No dia seguinte, um belo almoço na Igreja Luterana da cidade.

Ficamos quatro dias em Marechal Candido Rondon e depois fomos embora para Maravilha, SC.

Facebook Comments

Post Author: mario