Arthur e seus primeiros dentes

O Arthur teve os primeiros dentes surgindo aos 5 meses de idade. Três meses depois e ele já estava então com oito dentes.

Conforme recomendação médica, demos Camomilina C, mordedor, e tudo correu bem tranquilo. O que chamava mais atenção era que ele babava mais do que o normal e queria morder tudo.

Depois o Arthur ficou uns 4 meses sem nenhum outro dente nascendo. E foi  surgir o primeiro molar exatamente no dia do seu aniversário de um ano.

Naquele dia dava para perceber que ele não estava muito bem. E fazia já cerca de 3 meses que ele não ficava doente. Mas bem no dia do seu aniversário percebia-se que ele estava abatido. Não chorava muito, mas não brincava como de costume. Bem no aniversário, talvez por todo o incômodo do dente e a agitação de muita gente o pegando no colo, ele vomitou bastante, pela primeira vez na vida.

Arthur e Papai no aniversário
Arthur e Papai no aniversário

No dia seguinte ele parecia estar um pouco melhor, porém o problema se revelou na hora de dormir. Ele ficou muito irritado, muito mais do que o normal e não dormia de forma alguma. A Cleu tentou fazê-lo dormir por umas duas horas, até que ele já estava bem cansado e ficou comigo. Depois de meia hora dormiu. No dia seguinte eu acordaria bem cedo para viajar para São Paulo. A casa estava cheia, com meus pais, minha tia e minha avó. Achávamos que isso também pudesse ser o problema, dele ver o agito e não querer dormir. E naquela noite ele acordou diversas vezes.

No dia seguinte a Cleu viu seu novo dente, um molar. Estava explicado. Mas junto com todo o stress que o novo dente causou, com a imunidade baixa uma virose o pegou. Teve diarréia por um dia, e nos dias seguintes estava melhor.

Uma semana depois, começa a febre. E não é uma febre baixa. Chegou a 38,5 graus. Ontem fui pegá-lo na escola e levamos ao médico. Junto com o dente está vindo uma gripe. Fiquei ontem e hoje com ele em casa. A febre permanece, mas agora mais baixa. Felizmente ele tem comido bastante. Com o dedo dá para sentir bem o dente, que ainda não é visível, mas “morde”, como se a gengiva por cima fosse apenas uma capinha de plástico.

Ontem começamos a dar a Camomilina C e espero que amanhã seja um dia mais tranquilo para ele.

Veja também: Quando nascem os dentes de leite

Facebook Comments

Post Author: mario