Review / Avaliação – The Backyardigans

Há cerca de uns quatro anos trás lembro de estar em uma festa de amigos, onde havia uma mãe de um menino de uns três anos. Ela estava falando com ele o nome dos personagens dos Backyardigans. Só me lembro de ter pensado:

– Nossa, esse treco deve ser uma besteira tão grande.

Bom, 2012 a história é outra. Agora sou pai de um menino de um ano e dois meses.

The Backyardigans

The Backyardigans é um dos desenhos preferidos do Arthur. E é aprovado por mim. Não é desses desenhos ultra-educativos, mas passa longe dos desenhos da nossa época onde porrada era a lei, para rir do outro sofrendo.

No desenho, cinco amigos se encontram no quintal dos fundos, backyard em inglês, e a cada episódio usam a imaginação para criar um cenário diferente. Brincam de pirata, de detetives, etc.

Imagino que seja um desenho muito bom para não somente ajudar a criança a imaginar contextos diferentes, como também para aprender o que é cada contexto. Por exemplo: o que é um pirata? Como eles viviam? Vendo um desenho assim fica bem mais fácil e faz mais sentido brincar de pirata.

Os Backyardigans são cinco:

  • Pablo, um pinguim azul, é de certa forma o protagonista
  • Uniqua, uma animalzinha rosa, de nenhuma espécie existente
  • Tyrone, um alce
  • Tasha, um hipopótamo
  • Austin, um canguru

No Brasil, passou na Rede TV!, na TV Cultura e na Rede Vida.

Nosso contato inicialmente veio de um DVD que o Arthur ganhou de um amigo meu em seu batizado. Era um DVD muito legal de músicas do Backyardigans. Percebi que o Arthur gostava muito particularmente da música de abertura.

Então comecei a botar na TV para ele. Ele assiste no Netflix americano (veja como), em inglês, e também em inglês um episódio que comprei no iTunes para o iPad, quando estamos fora e sem internet.

Foram produzidas quatro temporadas de Backyardigans, e o Netflix americano possui todas.

Recentemente o Arthur começou a dançar quando passa a música de abertura.

Facebook Comments

Post Author: mario