O Fusca em nossas vidas

O primeiro carro do meu pai foi um Fusca.

O primeiro carro do meu avô materno foi um Fusca. Assim também foi com o meu tio Marcel e com o meu sogro.

O primeiro carro do meu pai ele comprou do meu tio Akira.

Infelizmente esse carro foi roubado depois.

Quando eu já era nascido meu pai tinha um Corcel II e minha mãe estava aprendendo a dirigir. Ela ganhou então um carro: um Fusca vermelho.

Foi o único Fusca que nossa família teve depois que eu nasci. Com esse carro minha mãe me levava para a escolinha quando eu estava no maternal.

Meu pai sempre disse que o melhor carro para aprender a dirigir é um Fusca. Eu aprendi a dirigir com uma Kombi, quase um Fusca.

Mas o fato é que o Fusca é um carro muito carismático, apesar da história começar com um projeto nazista. A história do Fusca começa no início dos anos 30. A projeto tinha total influencia do governo de Hitler e o objetivo era produzir um carro que qualquer alemão de classe média pudesse comprar. As primeiras unidades a serem produzidas saíram em 1938. O Fusca deslanchou mesmo depois da II Guerra Mundial, quando se tornou um carro mundial e foi o carro mais vendido, superando o Ford T.

O Fusca foi produzido por tanto tempo no Brasil que faz parte de nossa história. Sempre pensei que o carisma do Fusca fosse por causa da influencia que ele tem em nosso passado e por causa de filmes como “Se meu Fusca falasse”.

Mas eis que o primo da Cleu, o Jadir, de Marechal Candido Rondon comprou um Fusca da série do Itamar.

Foi quando o Fusca provou que sua simpatia vai além de sua história. O Arthur adorou o carro. Nunca vi ele mexer e se interessar tanto por um carro como foi com o Fusca.

Passamos a tarde em um gramado com o Fusca do lado. O Arthur andava em volta do carro. Entrei com ele dentro. Por fim tiramos essa foto dentro do porta-malas do Fusca.

Arthur no porta-malas do Fusca

Não tem como negar, o Fusca é um carro simpático.

Falando em Fusca, tempos atrás escrevi em meu outro blog um script de uma possível propaganda para a Volkswagen, envolvendo o Fusca.

Esses dias tive uma ideia para uma propaganda institucional para a VW, mas também serviria para outro fabricante tradicional daqui ou outro país. Mas segue o exemplo VW.

Mostra-se o ano de 1975. Uma família entrando em um Fusca, pai, mãe e um filho de uns 8 anos, se preparando para uma viagem.

Mostra-se o ano de 1985. O mesmo pai, mais velho entra de Passat (o antigo, claro) em sua garagem, estacionando ao lado do velho Fusca. O filho pede a chave do carro e o pai responde: – O Passat não, pega o Fusca – Filho faz cara de um tanto desapontado.

Mostra-se o ano de 1990. Filho saindo da igreja ao casar e vai em direção ao Fusca com a noiva. Pai lhe entrega a chave e diz: – é seu agora.

Mostra-se o ano de 2012. O rapaz, agora mais velho, chega em sua garagem e estaciona seu Passat (alemão), ao lado do Fusca. Seu filho segue em direção ao Fusca dizendo que vai sair com a namorada e ele diz: – De Fusca não, leva o Passat.

Narrador diz: Volkswagen, faz parte da sua história.

Facebook Comments

Post Author: mario