Arthur aos dois anos – 25 meses

Conforme falei em outro post, o Arthur agora tem dois anos.

Muita coisa mudou principalmente nos últimos meses, período em que ele evoluiu muito.

Além de dar uma crescida boa, ele evoluiu muito na linguagem. Agora ele repete praticamente qualquer coisa que se fale para ele. E entende muito bem as coisas tanto em português quanto em inglês.

O vocabulário dele em português foi o que mais aumentou, mas ainda parece que ele fala mais palavras em inglês, o que não é problema pois o contato com o português para ele é muito maior.

Também tem andado bem exigente com relação aos seus gostos. Na TV ele quer assistir programas específicos. Ultimamente tem sido um documentário da Discovery sobre Ônibus Espacial e dois documentários infantis, um sobre avião e outro sobre caminhões. Ele gosta de outros desenhos, mas nunca pede. E se a gente está assistindo outra coisa ele chega dizendo: “no, no, no” e diz Space Shuttle, no jeito que ele consegue dizer.

E desde a última semana tenho incentivado ele a cantar. Para isso eu vou cantando e paro em momentos chave da música em
que eu sei que ele conseguirá completar. Ele tem se interessado. Ele gosta de cantar Twinkle Twinkle Little Star e The Wheels on the Bus. Ele canta apenas algumas palavras das músicas e em poucos dias já começou a realmente cantar, colocando a palavra no ritmo certinho e arriscando palavras que fazem parte da música mas não do seu dia a dia (e que possivelmente ele não sabe o significado). Outra música que ele gosta é Old McDonald’s, pois esta ele aprendeu na escola como A Fazenda do Tio Lobato em um projeto de 4 meses sobre os animais.
20131006_114342-X2

Já faz quatro meses que está sem a chupeta. Um grande avanço. Nas últimas semanas no entanto ele tem “roubado” a chupeta dos colegas na escola. Teve um dia que foi mais crítico que a professora teve que esconder a chupeta de todo mundo para ele não pegar. Mas foi uma fase e agora ele quase não tem mais feito isso.

Certa vez li que diferente de um bebê, uma criança maior não pode ser simplesmente levada de um lugar para o outro. Se ela deve tomar banho mas está brincando, o ideal é explicar para ela que em 10 minutos vai ter que tomar banho. O Arthur chegou nessa fase. Tenho feito isso sempre que lembro, para respeitar seus momentos e fazer com que sinta mais vontade de cooperar.

Não dá para reclamar. Nas horas de escovar os dentes, tomar banho ou trocar de fraldas ele sai correndo, mas logo coopera e se comporta bem. Apesar de que ele anda espertinho. Esses dias ele estava brincando com a vizinha da mesma idade e eu percebi que ele havia feito cocô. E ele obviamente sempre sabe quando fez. Perguntei a ele se ele havia feito e ele me respondeu: não, a Clara. Como se com isso ele fosse se livrar do estorvo de ter que deixar de brincar e ter a fralda trocada e passar para a pobrezinha.

E ele come bem, mas às vezes durante a janta, ele se senta conosco à mesa mesmo já tendo comido antes. E nessas horas ele quer um prato também e quer as coisas igual. Se alguém bota algo diferente no prato, como Furikake ou queijo ralado, ele aponta para o pratinho dele e fala “aqui” em inglês conosco e geralmente em português com as outras pessoas. Muitas vezes ele come tudo, mas em outras ele enrola. E já aprendeu a técnica de empurrar tudo para um canto e dizer “acabouuuuu”.

 

 

Facebook Comments

Post Author: mario